quinta-feira, 18 de março de 2010

eu, a escrota cavalgadora de pôneis.


Durante a noite, encontrei motivos pra todos os meus desgostos que antes eram justificados apenas como pura, natural e gratuita antipatia, logo, não eram justificados. Enquanto cavalgava no meu pônei lilás em direção aos domínios de Sandman, pensei, eu sabia que eu não era tão escrota assim.

Acordei e não lembrava de nada.
Nenhum deles. Nenhumzinho, e porra, eles eram bons, mais que isso, eles eram ótimos!
Ou não.
Vai ver eram umas merdas de motivos.
Vai ver eu sou mesmo, pura, natural e gratuitamente antipática. Não só escrota, como escrota pra caralho.

Ou não.
Não.
Não mesmo.




2 comentários:

  1. Creio para criar um comentario decente eu deveria ter lido as outras cenas e cenas passadas...

    Porém pelo o que eu li nessa cena a história é realmente excelente

    Continue assim

    ResponderExcluir
  2. tenho certeza da veracidade seus motivos
    rere
    love ya

    ResponderExcluir

I like it rough.
Evitem delicadezas.